Virosis respiratorias felinas, coriza o gripe felina

Gatos Paradais Sphynx

Informações sobre os gatos, os seus cuidados e saúde, raças de gatos, genética felina. Fotos e vídeos.

Cabeçalho Direito

  • Animales
  • Perros
  • Centenas de
  • Répteis
  • Anfibios
  • Aves
  • Peces
  • Mamíferos
  • Sphynx
  • Perro pelo pecado
  • Invertebrados
  • Naturaleza
  • Viajes

Autor: Paradais Sphynx Deja un comentario

nesta página sobre gatos

  • 2.0.1 Infecção aguda
  • 2.0.2 Infecção ou doença crónica
  • 5.0.1 Vacunación
  • 6.1 Mais informações sobre gatos, água, cuidados…

viroses respiratórias felinas, também conhecidas com o nome de coriza ou gripe felina, são infecções que afetam as vias respiratórias altas dos gatos.

Nome

Existem dois agentes, principalmente envolvidos na coriza ou gripe felina:

– Vírus da rinotraqueitis felina (FHV): é um vírus herpes do qual se conhece somente um serotipo no mundo.

– Calicivirus felino (FCV): vírus que pode resistir vários dias no meio ambiente, além disso, pode apresentar variações em seu poder patogênico.

Embora também podem intervir nas doenças respiratórias do gato:

– Bordetella bronchiseptica
– Mycoplasma spp.
– Chlamydophila

Epidemiologia, transmissão ou contágio

A eliminação do vírus ocorre através das secreções oculares, nasais e açúcares.

A transmissão é por contato direto com essas secreções. O período de incubação é de 2 a 6 dias. Animais de tenra idade e sem vacinação são os mais suscetíveis em infecções respiratórias felinas.

Infecção aguda

Pode durar de 2 a 3 semanas, os gatos afetados eliminam altas doses virais.

Alguns gatos podem excretar o vírus durante o período de convalescença:

  • vírus herpes (FHV): entre 10-30 dias.
  • Calicivírus (FCV): hasta 75 dias.

Infecção ou doença crónica

Muitos gatos, no caso do herpes-vírus, podem tornar-se portadores assintomáticos, até 80%; além disso, podem desenvolver uma doença latente durante anos em:

  • Córnea
  • nervo óptico relacionada óptico
  • Bulbo olfatorio

Mesmo em estados de imunossupressão podem voltar a excretar o vírus durante uma a três semanas.

De 8 a 40% dos gatos infectados por calicivirus são portadores do vírus na mucosa da faringe e tonsilas. Podem eliminar o vírus por vários meses ou por toda a vida.

Sintomatologia viroses respiratórias felinas

Os gatos infectados por viroses respiratórias, coriza ou gripe felina apresentam os seguintes sintomas:
[su_table]

Sinais oculares Sinais respiratórios Sinais orais Outros
Conjuntivite
Download
Ceratite (vírus herpes)
Muco
Espirros
Tosse
Ar
Hipersalivación (vírus herpes)
Estomatite (calicivirus)
Úlceras (calicivirus)
Lingual (calicivirus)
Desidratação
Abortos
Diarreia
Vômitos
Febre
Úlceras

[/su_table]

Diagnóstico de coriza ou gripe felina

O diagnóstico clínico e epidemiológico do coriza ou gripe felina em colectividades de gatos se realiza pela simultaneidade de:

– Sintomas nasais, oculares e respiratórios.
– Alta morbidade em uma população, há um número elevado de casos.
– Baixa mortalidade.

Também pode ser feito um diagnóstico laboratorial para a detecção de anticorpos, e oislamiento do agente causador, a partir de compressas orofaríngeos, nasais ou conjuntivais.

Tratamiento

A mortalidade é baixa se existe tratamento, mas algumas vezes pode complicar com uma broncopneumonia, na prática veterinária aplicam-se os seguintes tratamentos:

– Antivirais: melhora do sistema imunológico do gato.

– Antibióticos: para a prevenção de doenças secundárias.

– Desidratação: é importante dado que os gatos afetados sofrem de desidratação, principalmente pelo fato de que deixam de comer.

– Calor: os efeitos de prevenir estados de hipotermia, principalmente em filhotes; uma temperatura ambiental optima também é muito importante nas doenças virais respiratórias felinas.

– Colírios: higiene dos olhos e aplicação de colírios para reduzir os danos oculares.

– Limpeza de fossas nasais: é importante que estejam despajadas, dessa forma, o gato pode sentir o cheiro e, em consequência, estimula o seu apetite.

– Evitar situações de estresse em gatos afetados por coriza ou gripe felina.

– Fornecimento de alimentos macios e quentes para aumentar a sua palatabilidade.

Vacinação

Para a prevenção de infecções provocadas por viroses respiratórias, coriza ou gripe felina, é muito importante que o veterinário de escolha, leve um ótimo programa de vacinação, no mercado existem diferentes vacinas: trivalentes, cuatrivalentes… São vacinas bem atenuadas ou inativo, que reducen a gravidade das infecções, mas não garante a proteção integral, especialmente contra o herpes-vírus felino.