Braco alemão, características e padrão

O braco alemão descende de cães utilizados para caça de aves, quer através de captura com rede ou na modalidade de caça ao vôo. Em seu sangue e se associa cruzamentos de cães que previamente já apresentavam boas habilidades para a amostra e traço de presas. A alemanha foi pioneira na criação destes caçadores infatigables em que também se une a beleza e um porte elegante.

A caça com arma de fogo exigia canídeos que pudessem localizar as peças, ao mesmo tempo que, após abatirlas fossem cobradas ou capturadas, especialmente aquelas que ficavam mal feridas, sem dúvida, se fazia necessário um cão que reunisse boas qualidades olfativas e um instinto para portar a caça.

a Alemanha foi a pioneira na criação da raça braco alemão de pêlo curto, graças a procedimentos rigorosos de trabalhos de seleção. Existem registros de seu livro de origem, o chamado «Zuchtbuch Deutsch-Kurzhaar», elaborado em 1987 por parte do príncipe Albrecht de é cultivada como-Lisboa, grande amante da caça, de fato, foi presidente do Clube de Caça Alemão, inclusive, participou ativamente da fundação do Kennel Clube Alemão. O príncipe Albrecht também trabalhou na confecção de seu padrão e os testes de trabalhos que deveriam estar presente no cachorro braco alemão de pêlo curto.

Outros autores também postulam-se como origem da raça, a estreita colaboração de fãs da caça, ou seja, indivíduos que, incapazes de manter um canil, lhes era útil e vantajoso escolher um cão de caça polivalente para tirar o máximo partido das suas caçadas.

Características e descrição. Padrão

O cachorro braco alemão é descrito como um cão de aparência nobre, ereto e elegante, com movimentos que refletem impulso, força e poder, em suma, um cão que, além de suas boas habilidades para a caça, destaca-se pela beleza presente em toda a sua morfologia.

Cabeça

A cabeça tem de ser proporcional ao resto do corpo, com um crânio largo e com stop moderado. A trufa pronunciada, geralmente preta, embora se admite a coloração de carne ou de cores diferentes daqueles exemplares que apresentem branco no corpo. Fossas nasais com suficiente abertura. Destaca-se o seu longo focinho em forma retangular, largura e forte, com a presença de cana do nariz arqueado. A boca é grande e os lábios desce ligeiramente em posição vertical. Sua mandíbula é forte e os dentes se articulam fechando em tesoura. As orelhas são grandes e pendentes, apesar de implantação alta, colados à cabeça e com acabamento arredondado. Os olhos de tamanho médio, sendo desejável a coloração amarronzada.

Corpo e pontas

O pescoço é vigoroso, mais largo e mais à medida que se aproxima do corpo, não tem de apresentar um queixo duplo. O corpo se constitui de constituição forte e com boa osamenta, garupa levemente inclinada. Sua cauda, implantada para o alto, larga na base e mais fina à medida que se aproxima a sua extremidade final. Em movimento permanece em posição horizontal. É admitido a sua corte, deixando algumas vértebras, principalmente os cães destinados à caça. As patas dotadas de forte musculatura, retas e paralelas. Os pés em forma arredondada, com dedos arqueados, poderosas unhas e almofadas muito resistentes.

Manto

O manto apertado ao corpo, são admitidas as cores incluindo estradas de acesso, sólido marrom, marrom com branco e os de cor preta com os mesmos padrões que os marrons. Os machos podem medir a altura na cernelha entre 62 a 66 cm, as fêmeas de 58 a 63 cm

Caráter e socialização

É um cão que tem muita vitalidade, muito ativo, necessita de passeios diários para que se possa exercer corretamente. Com boa educação, seu caráter se torna equilibrado, o casal foi atacado às ordens impostas por seu proprietário, se precisa de um treinamento em uma idade precoce; a socialização também é fundamental, caso contrário, podem ser um pouco arrogantes, dificultando a convivência entre o cão e seu proprietário.

Suporta a convivência com outros cães, desde que a apresentação se desenvolva gradualmente e não de forma brusca. Também podem conviver com crianças.

Cuidados e manutenção do braco alemão

cuidados que não exigem muita dificuldade, já que o braco alemão é um cão que se deixa querer e se você foi adestrado corretamente não oferecerá problemas de comportamento. É um mamífero de cabelo curto, os escovados cada uma ou duas semanas são suficientes para que o manto se mantenha em boas condições. Não desprezam o banho, por que se saem ao exterior estão dotados para um bom nadar em lagoas ou rios.

Há pessoas que os adotam como animais de estimação para compartilhar sua vida em um apartamento, mas é um animal mais adequado para casas que tenham um bom jardim, onde pode desfrutar do ar livre e não se sente submetido a muitos lugares pequenos.

Saúde do braco alemão

Estes canídeos costumam gozar de uma boa saúde, embora, como qualquer outro cão, as análises veterinárias são essenciais para prevenir qualquer tipo de patologias. Entre as doenças mais suscetíveis de sofrer, destacam-se a displasia da anca, problemas de ouvidos e de olhos, em especial aqueles submetidos a trabalhos de caça, igualmente se lhes associa o poder padecer da doença de von Willebrand.

Preço do braco alemão

É uma raça que ganhou muita popularidade, o fato é que existem muitos exemplares e são acessíveis ao alcance da maioria das pessoas, pois o preço do braco alemão não costuma ser muito elevado. Um filhote de cachorro com pedigree pode ser adquirido a partir dos 300 euros, tudo depende de se a compra for feita a um particular ou a pasto. Também influencia os antepassados ou linhagem do que desça o próprio cão.

Outras denominações

Braco alemão de pêlo curto, em alemão Deutsch Kurzhaar.

Classificação segundo FCI

O padrão oficial do braco alemão foi publicado com data de 25 de outubro do ano 2000. A raça foi reconhecida oficialmente em 1951.

A FCI classifica o braco alemão de pêlo curto no grupo 7, que engloba os cães de amostras, nomeadamente na seção 1.1, que faz referência aos cães de amostras continentais com morfologia bracoides. Em exposições existem provas de trabalho para avaliar as suas competências.