Gatos para adoção, dicas para adotar um gatinho

Gatos Paradais Sphynx

Informações sobre os gatos, os seus cuidados e saúde, raças de gatos, genética felina. Fotos e vídeos.

Cabeçalho Direito

  • Animales
  • Perros
  • Centenas de
  • Répteis
  • Anfibios
  • Aves
  • Peces
  • Mamíferos
  • Sphynx
  • Perro pelo pecado
  • Invertebrados
  • Naturaleza
  • Viajes

Autor: Paradais Sphynx 1 comentario

nesta página sobre gatos

  • 5.1 Mais informações sobre gatos, água, cuidados…

Se pretendemos adotar um gatinho no seio do agregado familiar, devemos questionar uma série de questões essenciais para que a adoção do gato chegue a bom termo e a convivência seja harmoniosa ou equilibra; em suma, sem sobressaltos diante de situações inesperadas, que podem frustrar a acolhida, ou, no pior dos casos, deve o abandono do animal.

Fornecemos alguns conselhos relacionados com a adoção de gatos, são importantes levá-los à prática, em muitas ocasiões aspectos importantes passam despercebidos e influenciam negativamente as relações com o gato.

Escolha um gatinho como animal de estimação

Se decidimos acolher algum gato para adoção é necessário ponderar se vamos ter o tempo suficiente para lhe dar a atenção que requer, além disso, devemos planearnos o lugar onde você vai hospedar, se contamos com espaço suficiente para seu abrigo; precisará de alguns gastos extras em conceito de manutenção, visitas periódicas ao veterinário e outros imprevistos. Por outro lado, é necessário prever onde hospedar o animal no período de férias, tendo-se em conta a quantidade de abandonos produzidos diante da impossibilidade de atender a correspondente animal de estimação.

A adoção do gato tem de ser unânime por parte de todos os membros da unidade familiar, já que se trata de evitar posteriores conflitos, muitas vezes fundamentados na distribuição de tarefas para o seu cuidado, ou na falta de estima para com o animal, além disso, nós teremos cerciorado de que não existe nenhum parente com alergia a gatos, nestes casos, é melhor evitar e procurar outro tipo de animal de estimação, como podem ser peixe de aquário, répteis, etc.

Se tudo acima é favorável, estaremos em condições de adoção, o ideal é adquirir um gatinho com uma idade em torno de dois meses e meio, assim se adapta com facilidade ao seu novo ambiente.

Gatos comunes um intervalo

Gatos comuns, que se pode obter, sem custo algum, folhendo anúncios publicitários, dirigindo-nos algum centro de acolhidas de animais ou através de conhecidos que tenham alguma prole numerosa. Muitos gatos domésticos, contam com uma beleza semelhante a de raça, para além disso, têm a vantagem de não ser muito delicados, uma vez que, regra geral, são animais fortes e robustos; por outro lado, a sua manutenção é mais fácil que um de raça.

Se nos decidimos pela adoção de um gato de raça, devemos recorrer a uma loja especializada ou um criadouro profissional. Este tipo de animais têm um custo económico e entregues de acordo com o seu correspondente pedigree que comprove que o gatinho é de raça pura, mesmo que este não é de admirar que seus ascendentes sejam campeões de beleza.

Há uma variedade de raças, é importante se informar sobre os cuidados que vai requerer a escolhida em questão, a sua manutenção, caráter, etc; tenha-se em conta que cada tipo de gato tem suas próprias peculiaridades, além disso, um aconselhamento prévio, nos beneficiará para ter alguns conhecimentos básicos do futuro companheiro. Por exemplo, um gato persa, você precisará escovados regulares para manter o seu manto limpo e denso; no entanto, optar por um gato sphynx, ao carecer de cabelo, é óbvio que não vai exigir nenhum tipo de aplainamento.

Os gatos de raça são vendidas, bem como animal de companhia, bem como um animal destinado a competições felinas; neste último caso, os mininos são esteticamente mais bonitos e, claro, o custo de aquisição será muito maior, já que não é tarefa fácil a criação selectiva deste tipo de exemplares, note-se que em uma maca nem todos têm as qualidades suficientes para a sua posterior exposição no certame de gatos.

Além disso, muitos criadores oferecem ao público exemplares que gozam de boa vitalidade, de fato, seus leitores são, na maioria dos casos, livre de doenças, até mesmo entregues ao novo proprietário certificado de saúde de seus pais, são documentos que creditam o bom proceder do criadouro; é a opção mais recomendada para se certificar que o gato está em perfeitas condições.

Se optar em adquiri-lo simplesmente como animal de estimação, provavelmente o mesmo criadouro nos limitar a reprodução com o minino, o normal é que se assine um contrato que define formalmente as obrigações contraídas após a sua aquisição, entre elas, a esterilização e a responsabilidade de dar-lhe os cuidados que vai requerer ao longo de sua vida.

O sexo do filhote

Outra partida a ter em conta na aquisição do felino, é refletir sobre o sexo do filhote. Seus cuidados e convivência vão ser praticamente idênticas, sempre que o gato está esterilizado, caso contrário, existem diferenças notáveis, sobretudo do ponto de vista comportamental; assim, chegada a época de acasalamento, os gatos machos maúllan com intensidade, marcam, ou seja, molhar o local mais inesperado de habitação e encontram-se mais nervoso e excitado; as fêmeas, por sua parte, o gato vocaliza mais do que o habitual, se esfregam-se com objetos e sair em certa medida, a sua higiene.

Em suma, é uma questão um tanto subjetiva, a valorizar pessoalmente, sobre a preferência de um sexo ou de outro, podemos pedir conselhos ao vendedor para que nos ajude a tomar uma decisão firme, em todo caso, não devemos esquecer que, se optamos pela adoção de um gato com fins domésticos, serão os próprios veterinários, os encarregados de oferecer aconselhamento nesta área e indicando a esterilização em uma idade precoce, evitando, com isso, as mudanças de comportamentos descritos anteriormente, ao mesmo tempo que se aumenta a qualidade de vida do gatinho.

Teste de carácter antes da adoção do gato

Antes da adoção do gatinho é aconselhável realizar um teste de caráter, assim advertiremos o grau de socialização do animal. Este exercício foi realizado em área onde esteja acostumado a viver o minino: