Taxonomia do gato. Classificação

Gatos Paradais Sphynx

Informações sobre os gatos, os seus cuidados e saúde, raças de gatos, genética felina. Fotos e vídeos.

Cabeçalho Direito

  • Animales
  • Perros
  • Centenas de
  • Répteis
  • Anfibios
  • Aves
  • Peces
  • Mamíferos
  • Sphynx
  • Perro pelo pecado
  • Invertebrados
  • Naturaleza
  • Viajes

Autor: Paradais Sphynx 5 comentarios

nesta página sobre gatos

  • 1.1 Mais informações sobre gatos, água, cuidados…

A reconstrução da filogenia do gato doméstico foi marcada ao longo dos tempos, por certas dúvidas e uma certa confusão, mesmo que tenham sido determinadas teorias relacionadas com a origem do gato, assim como a sua domesticação.

Determinar a taxonomia do gato de estimação ou sua classificação científica, por parte das entidades taxonômicas, tem sido possível, graças a estudos baseados no material genético mitocondrial, descartándose algumas teorias em que se postulava como ancestrais do gato selvagem europeu (Felis silvestris silvestris) ou o gato africano (Felis silvestris lybica,).

Atualmente se considera o gato como um membro integrado na família Felidae, felídeos, animais mamíferos carnívoros muito ágeis, digitígrados e com capacidade de retrotrair as unhas (com exceção do guepardo), estas apresentam curvaturas que permitem que o gato o aperto de sua presa com facilidade.

por sua vez, a famia Felidae é dividido em dois grupos-vivos bastante diferenciados: os rugidores (panterinos) e os maulladores, dentro deste último, os felinos (latim científico: felidae), agrupa outras espécies selvagens, maioritariamente de pequena dimensão. Embora o gênero que nos interessa é o chamado Felis, que é o que integra a espécie de gato doméstico.

No seguinte gráfico é possível observar a taxonomia do gato doméstico, uma classificação científica propostas de acordo com estudos recentes. É denominado cientificamente Felis silvestris catus.

DOMÍNIO: Eucarya. Organismos celulares com núcleos reais.

REINO: Animalia. Animales.

SUBREINO: Eumetazoa. Apresentam tecidos, órgãos, massa corporal, por exemplo, músculos, nervos…

FILO: Chordata. Existência de corda dorsal.

SUBFILO: Vertebrados. Animais com coluna vertebral.

TIPO: Mammalia. Mamíferos que caracterizam-se por possuírem glândulas mamárias, cabelo e mandíbulas.

SUBCLASSE: Theria. O embrião se forma no útero materno.

ABAIXOTIPO: Placentalia. Os filhotes permanecem no útero materno durante longo tempo.

ORDEM: Carnívora, carnívoros. Os molares estão adaptados para o consumo de carne.

TÍTULO: Feliformia. Neste grupo se incluem mamíferos com a anatomia de felino.

FAMÍLIA: Felidae. Grandes e pequenos felídeos.

SUBFAMILIA: Felinae. Felinos incapaces de rugir.

GERAL: Felis. Linnaeus, 1758.

ESPÉCIE: Felis silvestris, Schreber, 1175. Gatos pequenos.

ESPÉCIE: Felis silvestris catus. Denominação de acordo com a Comissão Internacional de Nomenclatura Zoológica.