Aids felina, sintomas, transmissão, prevenção e diagnóstico

A Aids felina é uma das doenças que podem sofrer os gatos e é muito importante preveni-las e tratá-las, já que é uma das que mais pode afetar. Neste artigo você vai conhecer os seus sintomas, e alguns tratamentos para a Aids em macacos.

Aids felina é uma das doenças que podem sofrer os gatos e é muito importante preveni-las e tratá-las, já que é uma das que mais os afeta. No entanto, ainda não existe nenhuma vacina contra a doença, pode-se tratar de forma eficaz.

Apesar de o Aids felina é a mesma doença que podem sofrer os seres humanos, no caso dos gatos é produzido pela VIF Vírus da imunodeficiência felina que é um vírus diferente, e não se transmite aos humanos. Esta doença ataca o sistema imunológico dos gatos, destruindo os linfócitos, o que faz com que o animal seja vulnerável a outras doenças e infecções e, devido às suas baixas defesas podem causar a morte.

Esta é uma doença crónica que danifica e destrói as células do sistema imunitário, causando com o passar do tempo, uma deterioração progressiva no gato. O contágio da aids felino se dá através da mordida, mas se for detectado a tempo, é uma doença que pode controlar. Um gato que siga o tratamento adequado, pode chegar a sobreviver muitos anos.

Visita também: Conheça mais sobre a Hiperestesia Felino

  • 1 Sintomas da Aids felina
  • 2 Transmissão e contágio de Aids felina
  • 3 Diagnóstico da Aids felina
  • 4 Tratamento para Aids em gatos
  • 5 Prevenção da Aids felina

Sintomas da Aids felina

Como acontece com esta doença em humanos, um gato infectado pode durar anos sem apresentar sintomas, ou detectar a doença. No entanto, quando a destruição de linfócitos comece a prejudicar o sistema imunológico do gato, pequenas bactérias e vírus começaram a afetar a saúde do felino e é aí que começam a apresentar os sintomas.

Os sintomas mais comuns do Aids felina são:

  • Fiebre.
  • Perdida de apetite.
  • Pelaje opaco (pecado brillo).
  • a Gengivite.
  • Estomatitis.
  • Diarréia.
  • Inflamación del tecido conjuntivo.
  • perda súbita de peso progressiva.
  • Problemas de fertilidad.
  • Deterioro mental.

Regularmente a detecção do vírus da Aids felina é a ocorrência de doenças constantes. Por isso, recomenda-se estar muito atento para o aparecimento de doenças recorrentes do gato, assim sejam “pouco importante”.

Visita também: Doenças mais comuns em gatos

Transmissão e contágio de Aids felina

O Sida dos gatos se transmite através do sangue ou da saliva de um gato infectado. Inicialmente, diz-se que o hiv felino geralmente trasmitirse através de mordidas, por isso os mais propensos a sofrer desta doença são os gatos vadios, os quais mantêm no recorrentes brigas.

Ao contrário da Aids em humanos, não existem casos em que o Sida em gatos é trasmita via sexual ou se compartilham bebedouro ou comedouro. No entanto, quando as gatas estão em estado de gestação e estão uma mulher com Aids felina, podem transmitir a doença aos seus filhos durante a amamentação.

Por isso, recomenda-se realizar diferentes testes recomendados pelo veterinário, no caso de que decida adotar ou salvar um gato de rua, para que, chegado o caso, que está infectado com Aids felina tome as medidas necessárias para controlar a doença e prevenir que spreading mais gatos.

Diagnóstico da Aids felina

O especialista fará seu diagnóstico, tendo em conta os sintomas que presente o gato, assim como a sua história clínica, mas para verificar fará os respectivos testes que manifestassem a sua opinião a presença de anticorpos específicos contra a doença.

Os testes são feitos em clínicas veterinárias, embora o percentual de sua fiabilidade não é 100%, por isso recomenda-se repetir a prova ou empregar exames mais complexos em laboratório.

Visita também: Toxoplasmose, causas, sintomas e recomendações

Tratamiento para el Sida pt gatos

O melhor tratamento para o Aids felina é a prevenção, porém, embora não exista nenhuma vacina para esta doença, com alguns cuidados apropriados que se lhe apliquem, qualquer gato pode ter uma vida feliz.

O melhor que você pode fazer por seu gato é ajudá-lo a reforçar as defesas e o sistema imunitário. Também existem medicamentos antimicrobianos que ajudam a controlar as infecções ou bactérias que podem atacar o animal, e é importante ter em conta que estes tratamentos devem ser regulares.

A parte de tratamentos com medicamentos, a alimentação e uma dieta adequada é muito importante. É recomendado que a dieta seja de alto teor calórico, para, assim, combater a deterioração do gato infectado.

Prevenção da Aids felina

Para evitar que o seu gato seja infectado com aids felina é muito importante controlar suas saídas e evitar as brigas com gatos de rua. Também são recomendados os exames preventivos pelo menos uma vez por ano, e mais no caso de que vier a ter qualquer arranhão ou mordida.

você Também pode gostar de outras doenças em gatos como: Sarna em gatos, causas, sintomas e tratamento

  • Etiquetas
  • Cuidados
  • Coração
  • Saúde

Artigos RelacionadosMás do autor

Raiva em gatos ou hidrofobia felino, causas, sintomas, tratamento e prevenção

VIF Vírus da imunodeficiência felina, causas e curiosidades

Causas do vômito em gatos, tratamento e recomendações

Sarna em gatos, causas, sintomas e tratamento

Cálculos na bexiga de gatos

as Doenças mais comuns em gatos

O último

Gambá selvagem engana uma simpática vovó para que creia que…

Dois cães heróis do exército que ajudaram a salvar milhares de…

Você pode estar interessado

Este halo angelical protege os cães cegos de colidir com…

Hiperestesia Felina

como São bons os ossos para cachorro?

Apenas em Notas de animais de Estimação histórias emotivas, notícias, curiosidades e humor animal. Resposta a dúvidas frequentes sobre cães, gatos e mais. Explicamos-Te tudo o que precisas de saber sobre o seu animal de companhia.

  • Publicidade
  • Mapa do site
  • Termos e condições
  • Política de Privacidade
  • Política de Cookies
  • contacte-nos

© Notas de animais de Estimação